Espetáculo Brimas no Teatro UFF

O Teatro da UFF apresenta o espetáculo “Brimas”, indicado ao Prêmio Shell de Melhor Texto, De 04 a 13 de agosto de 2017, sexta a domingo, às 20h. Duas senhoras imigrantes, Esther e Marion, revivem, com muito humor, suas histórias, enquanto cozinham quibes para um velório. O riso, a saudade da família e as memórias do passado se misturam nessa história cheia de emoção e sabedoria.

Brimas revela a história de milhares de imigrantes que chegaram ao Brasil no início do século XX, através das histórias contadas pelas netas Beth e Simone, sobre suas avós, Esther, judia, nascida no Egito, e Marion, católica maronita, vinda do Líbano.  
 
Enquanto cozinham quibes para um velório, Esther e Marion capturam no passado, com muito humor e muito tempero, as dificuldades da travessia para celebrar a chegada e mostram a coragem dessas matriarcas que chegaram ao Brasil e escreveram suas histórias, impregnadas, afeto, amizade, solidariedade e humanidade.   
 
As brimas Esther e Marion resgatam a possibilidade da convivência com respeito e tolerância entre religiões distintas, valorizando a riqueza da diversidade. Através das histórias reais de suas avós, Beth e Simone escreveram a peça para trazer ao palco Ester e Marion. Ambas saíram jovens de seus países de origem, Egito e Líbano, respectivamente, e foram acolhidas no Brasil no início do século passado.
 
A montagem, com direção de Luiz Antônio Rocha, estreou em novembro de 2015 no Rio de Janeiro, recebendo indicação ao Prêmio Shell na categoria de Melhor Texto. Em 2016, reestreou para mais uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro e também fez sua estreia em São Paulo. A aceitação e identidade com a plateia foram imediatas em todas as temporadas. “Muito feliz por ter embarcado nessa viagem, nesse projeto lindo e abençoado. Falamos dos imigrantes que deixam suas pátrias e cruzam o oceano em busca de uma nova pátria. Através do humor falamos dessas travessias?, diz o diretor Luiz Antônio Rocha.
 
Para a autora e atriz Beth Zalcman, falar de sua avó é falar de identidade construída pelo afeto, pelo cheiro e sabores da comida, pelos gestos, pela voz, pelas histórias vividas e sentidas. Brimas fala da possibilidade de encontros, de paz, independente de crenças, nesse momento contemporâneo de tanta intolerância?, observa a atriz.
 
A atriz e autora Simone Kalil diz que o texto mostra a força das matriarcas que representam tantos outros imigrantes. “Essa peça fala do oriente médio e do Brasil. Brimas aborda o que há de mais humano em nós: o amor, a saudade, a família, a fé e a alegria”. As personagens demonstram amor à terra em que nasceram e, ao mesmo tempo, orgulho de pertencer à pátria brasileira, que as acolheu como filhas.
 
 FICHA TÉCNICA
Texto e atuação: Beth Zalcman e Simone Kalil
Direção: Luiz Antônio Rocha
Assistente de direção: Valéria Alencar
Cenário: Toninho Lôbo
Figurino: Claudia Goldbach
Iluminação Cênica: Aurélio De Simoni
Preparação de elenco: Beth Zalcman
Produção e Realização: Espaço Cênico, Mabruk e Mímica em Trânsito.

Serviço:
De 04 a 13 de agosto de 2017, sexta a domingo, às 20h
Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói – RJ
344 lugares
Ingressos: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (estudantes, maiores de 60 anos, menores de 21 anos e pessoas com deficiência)
Duração – 70 min.
Recomendação etária: Livre

Publicado em: 3 de agosto de 2017, por: 

Comentários