Clube Naval Charitas

MPB – A Era dos Festivais no Teatro UFF

Relembrando a trilha sonora original da década de 1960, mesmo período em que era criado o Cine Arte UFF (oficializado em 1968), o espetáculo “MPB – A Era dos Festivais” se insere na programação comemorativa do Jubileu de Ouro elaborado pelo Centro de Artes UFF e o público será brindado com quatro boas oportunidades de assistir ou rever este espetáculo elogiadíssimo pela crítica especializada. Serão duas sessões especiais dentro da série “Show das 4”, deslocada de seu dia normal, que é a quarta-feira, para um sábado e domingo, dias 15 e 16 de setembro, mas mantendo o horário original: 16 horas. E ainda mais duas sessões, nos dias 22 e 23 de setembro, sábado e domingo, às 20h.

E o espetáculo ainda terá novidades: um repertório renovado e a cantora Nina Wirtti, no lugar da Soraya Ravenle que participou das edições anteriores e saiu da produção devido a outros compromissos profissionais.

Sucesso absoluto junto ao público do Rio de Janeiro, tendo realizado mais de 30 apresentações desde a sua estreia em 2016, atraindo milhares de pessoas nos mais importantes teatros da cidade, o

espetáculo “MPB – a Era dos Festivais” celebra o repertório de ouro da Era dos Festivais, que marcou a geração dos anos 1960. Foi quando o país revelou talentos como Elis Regina, Chico Buarque, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Edu Lobo e vários outros.

Com direção musical do compositor carioca Edu Krieger, o espetáculo leva ao palco Nina Wirtti, considerada uma “revelação fulgurante” e um dos maiores destaques da nova geração da MPB, em músicas que mantêm sua força no imaginário brasileiro e oferecem uma resposta de paz e diálogo aos tempos atuais.

As apresentações revelam a atualidade de canções nascidas há cinco décadas e a importância da preservação desse legado, que se tornou referência matriz para toda a produção da MPB desde então. No roteiro, destacam-se sucessos como Arrastão (Edu Lobo e Vinícius de Moraes), A banda (Chico Buarque), Disparada (Geraldo Vandré e Theo de Barros), Ponteio (Edu Lobo e Capinam), Alegria, alegria (Caetano Veloso), Pra não dizer que não falei de flores (Geraldo Vandré) e Fio maravilha (Jorge Ben Jor), entre vários outros. A pesquisa de repertório levou em conta os principais festivais de música realizados nos anos 1960, exibidos pelas emissoras de tevê Excelsior, Record, Rio e Globo. Destaque para o Festival da Música Popular Brasileira e Festival Internacional da Canção.

Os arranjos são assinados por Marcelo Caldi, um dos mais reconhecidos da nova geração brasileira. O show ‘MPB – a Era dos Festivais’ revela como as letras e melodias desse repertório calam fundo na alma das pessoas, pois são constituintes de uma identidade cultural. Ao provocar emoção, também evocam diálogo – um diálogo de gerações, pois os artistas presentes no palco são filhos diretos da geração dos anos 1960. Apesar da diversidade temática das canções, é possível notar um traço comum entre os versos, os quais alude a uma espécie de devir-Brasil, um sentimento tácito de otimismo e luta por um país e uma sociedade mais democrática e igualitária. Em seu nascedouro, a MPB embalou um sonho modernista, de unir o Brasil através de sua cultura, num franco diálogo antropofágico. O caráter político, de protesto e conscientização, também é marca do cancioneiro. Destaca-se ainda a excelência musical dos artistas do espetáculo e o envolvimento afetivo com o universo temático, além das intervenções teatrais, buscando aproximar os vários campos da arte.

Serviço:

Dias 15 e 16 de setembro (sábado e domingo), às 16h
Dias 22 e 23 de setembro (sábado e domingo), às 20h

Série Show das 4 Especial – “MPB – A Era dos Festivais”

Com a cantora Nina Wirtti e os músicos Edu Krieger, Marcelo Caldi, PC Castilho e Fabiano Salek

Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói

Ingressos – R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia para maiores de 60 anos, professores e servidores da UFF e estudantes)

Recomendação etária: Livre

Duração do espetáculo: 80 minutos

Publicado em: 12 de setembro de 2018, por: 

Comentários