Arquivo da categoria: Teatro

Victor Biglione e Alma Thomas fecham o Niterói Jazz Festival

Victor Biglione e Alma Thomas fecham o Niterói Jazz FestivalO encerramento do Niterói Jazz Festival será realizado no próximo domingo, dia 8 de dezembro, às 15h, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, com apresentações do DJ carioca Egil Egil, do violonista norueguês Kobberstad, da cantora norte americana, Alma Thomas, e do consagrado guitarrista Victor Biglione.

Parte das comemorações pelos 440 anos do município, o Niterói Jazz Festival teve início no dia 29 de novembro, no palco do Teatro Popular, por onde passaram artistas como Vagner Faria Quarteto, Juarez Moreira, Guinga, Paula Santoro, Josué Lopes e It´s Time Big Band. A abertura do evento foi um sucesso e teve o teatro com lotação esgotada.

No sábado, dia 30/11, a boa música continuou num charmoso palco montado em plena Rua Moreira César, em Icaraí, entre as Ruas Otávio Carneiro e Lopes Trovão. O tradicional tapete vermelho, estendido ao longo da via, recebeu um público de centenas de pessoas, apesar da forte chuva que caia sobre a cidade. Na ocasião, se apresentaram nomes como o DJ Egil Egil, o duo niteroiense Com a Corda Toda, os músicos Marcio Bahia, Mazinho Ventura, Dino Rangel, Jakaré, Alex Rocha, Zé Canuto, Renato Rocketh e Marcos Nimrichter, do “Niterói Project”, além de Big Joe Manfra, que fez um Tributo a Celso Blues Boy e o grupo Afro Jazz.

O terceiro dia do evento, que seria realizado no dia 1º de dezembro, no Museu de Arte Contemporânea – MAC, foi transferido, por conta da chuva, para o dia 8 de dezembro, às 15h, no Teatro Popular, que vai receber um palco especial em sua área externa.

Com apresentação da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria de Cultura e da Fundação de Arte de Niterói-FAN, e realizado pela Viacom Marketing, o Festival pretende consagrar-se como referência entre os festivais de jazz do Brasil. O evento é inspirado no Leblon Jazz Festival, hoje, o maior em termos de público, com cerca de 50.000 visitantes na edição 2012.

Os artistas:

Kobberstad – O violonista norueguês Per Olav Kobberstad tocou música popular e jazz em vários grupos até mudar completamente seu estilo ao descobrir a música latino-americana, quando viajou ao Brasil em 2011. Atualmente, ele é um dos poucos instrumentistas da Noruega que toca violão de 7 cordas. No show em Niterói, Kobberstad estará acompanhado por músicos brasileiros, como o baterista Marcio Bahia e o guitarrista Dino Rangel. Para o repertório o violonista promete composições originais e música brasileira, influenciadas pelo jazz.

Alma Thomas – A cantora e compositora norte-americana Alma Thomas nasceu em Nova York e começou a carreira aos 7 anos, cantando profissionalmente numa Igreja Episcopal em sua cidade natal. Aos 18 anos, foi aceita na Universidade de Massachusetts para o programa de ópera. Mais tarde ingressou na Berklee College of Music, onde estudou jazz, improvisação vocal, harmonia e arranjo, fato este que, com certeza, contribuiu e muito para ela se transformar na artista completa que ela é.

A artista chegou ao Brasil em 2004. Seu primeiro CD “Sub-entendido” foi produzido, em 2005, no Japão. Seu segundo álbum “Live Sessions One” foi produzido, em 2007, e em 2012 a cantora lançou “And The People of The Pop Republic”. Alma teve composições incluídas nos filmes “Se Eu Fosse Você” e “De pernas pro ar”, além de estar na trilha sonora da novela Passione, da Globo.

Victor Biglione – Nascido em Buenos Aires, Biglione é considerado o músico estrangeiro com a maior contribuição em gravações e shows na MPB. Consagrou-se no Brasil e no exterior como um dos maiores guitarristas e violonistas da atualidade, conquistando o reconhecimento do público e dos críticos. O músico participou do New York Guitar Festival (2002), nos EUA, onde também foi consolidar sua parceria com o ex-Police Andy Summers, gravando o segundo CD do duo, Brazil Splendid. Biglione se apresentou na última década, nos principais festivais de jazz do mundo, entre eles o Free Jazz (cinco vezes), o Festival de Montreal (quatro vezes) e o New York Guitar Festival.

Compôs, também, várias trilhas sonoras para cinema, TV, teatro e ganhou o Grammy Latino pelo CD Crooner, gravado com Milton Nascimento. Com seu estilo eclético, misturando bossa nova, rock, jazz e blues, Victor já tocou com mais de 300 nomes da MPB e da música internacional.

Serviço:

  • Niterói Jazz Festival
  • Data: 08 de dezembro, domingo
  • Horário: a partir das 15h
  • Atrações: DJ Egil Egil (Rio); Kobberstad Trio (Noruega); Alma Thomas (EUA); e Victor Biglione
  • Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer
  • Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº, Centro, Niterói-RJ
  • Classificação: livre
  • Entrada franca

Bibi Ferreira “Histórias e Canções” no Teatro Popular

Bibi Ferreira “Histórias e Canções” no Teatro Popular

O espetáculo “Bibi – Histórias e Canções”, sucesso absoluto de público e crítica, com músicas ecléticas em gêneros e idiomas, intercaladas por histórias que nortearam a vida da artista nestas sete décadas de carreira que a tornaram uma das maiores damas dos palcos, terá única apresentação no Teatro Popular Oscar Niemeyer, no dia 15 de dezembro,domingo, às 19h.

A entrada será gratuita. As senhas serão distribuídas na bilheteria do teatro 1h antes do início da peça. Aqueles que não conseguirem garantir o lugar no interior do teatro, não precisam se preocupar, pois a organização do evento fará uma transmissão simultânea do espetáculo, que será projetada no paredão externo do Teatro Popular.

Regida pelo Maestro Flávio Mendes, Bibi Ferreira mostra toda a sua força dramática com uma interpretação emocionante, um passeio por vários gêneros e estilos como MPB, fado, tango, musica clássica, temas de musicais americanos, além de revisitar sua histórica incursão no repertório de Piaf.

Alguns momentos marcantes de sua carreira como Minha querida Lady (adaptação de 1962 do musical “My fair lady”), Alô Dolly (de 1965, adaptação de “Hello, Dolly”), Gota d’água (Chico Buarque 1975), Piaf, a vida de uma estrela da canção (1983) e Bibi Ferreira vive Amália Rodrigues (2001), são interpretados unicamente por Bibi acompanhada por uma orquestra.

Ainda fazem parte do musical números inéditos, interpretações de canções brasileiras de compositores como Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, e brincadeiras com óperas clássicas e textos nacionais.

Serviço:

  • Bibi – Histórias e Canções
  • Data: 15/12/2013 – Domingo
  • Horário: 19h
  • Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer
  • Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº, Niterói – RJ (atrás do Terminal Rodoviário e ao lado das barcas)
  • Telefone da bilheteria(21) 2620-4806
  • ENTRADA FRANCA (as senhas serão distribuídas na bilheteria do teatro 1h antes do início do espetáculo).
  • Capacidade: 460 lugares
  • Classificação indicativa: livre
  • Duração: 80 minutos
  •  

 

“Sete contra um” no Solar do Jambeiro

“Sete contra um” no Solar do JambeiroO espetáculo teatral “Sete Contra Um” está em cartaz no Solar do Jambeiro, no Ingá, todas as segundas-feiras do mês de novembro, às 20h, com entrada franca.

Com texto e direção de Anselmo Fernandes, a divertida peça conta a estória de ‘um dia’ da vida de uma família, que acaba de se mudar para uma grande e antiga casa, que de bônus, vem com um fantasma. Nesta comédia, nem tudo o que se vê é exatamente como é. Boas risadas garantidas!

O elenco traz os atores Ricardo Silva, Adriana Motta, Ivan de Oliveira, Leonardo Victorino, Flavia Pêpe, Cristina Guimarães, Valério Bandeira, além do próprio Anselmo Fernandes.

Serviço:

  • Espetáculo teatral “Sete Contra Um” no Solar do Jambeiro
  • Temporada: 04, 11, 18 e 25 de novembro, segundas-feiras
  • Horário: 20h
  • Local: Solar do Jambeiro
  • Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói/RJ
  • Classificação indicativa: 14 anos
  • Duração: 90 minutos
  • Capacidade: 70 lugares
  • Entrada franca
  • Informações: (21) 2109-2222

Deuses do Olimpo de volta a Niterói com muito humor

Deuses do Olimpo de volta a Niterói com muito humor De volta a Niterói para apenas duas apresentações, a comédia Deuses do Olimpo – À nossa imagem e semelhança, se apresenta no Teatro Popular Oscar Niemeyer, nos dias 02 e 03 de novembro (sábado e domingo), às 20h. Direção: Marcos Ácher.

Histórias dos deuses da Mitologia Grega contadas com humor, em uma linguagem que mistura teatro narrativo, pantomima, música e vídeo. O público vai se divertir com a comédia Deuses do Olimpo – À Nossa Imagem e Semelhança.

No palco, atores se transformam em cenários em movimento fazendo sonoplastias ao vivo e contando incríveis histórias que despertam a curiosidade de públicos de todas as idades.

Com direção de Marcos Ácher, a encenação do espetáculo Deuses do Olimpo – À nossa imagem e semelhança chega para trazer aos seus espectadores as grandes emoções vivenciadas pelos personagens míticos e suas histórias extraordinárias, carregadas de aventuras e mistérios.

A adaptação teatral feita por Yule Mansur aproxima o mundo atual deste imaginário cenário chamado Olimpo, através de uma linguagem contemporânea, recheada de brasilidade, à nossa imagem e semelhança.

No elenco: Eleusa Mancini, Juliano Antunes, Raquel Penner, Ricardo Lyra e Marcos Ácher.

Serviço:

  • DEUSES DO OLIMPO – À NOSSA IMAGEM E SEMELHANÇA
  • Data: 02 a 03 de novembro de 2013 – (sábado e domingo)
  • Horário: às 20h
  • Valor: Lista amiga: R$ 5,00 (é isso mesmo, apenas cinco reais), confirme sua presença no Facebook: https://www.facebook.com/events/611183938927820/?notif_t=plan_user_invited
  • Classificação etária: 12 anos
  • Duração: 65 minutos
  • Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer
  • Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/nº, Centro, Niterói-RJ.

“Nós Sempre Teremos Paris” atração no Teatro Abel

“Nós Sempre Teremos Paris” atração no Teatro AbelO espetáculo,“Nós Sempre Teremos Paris”, estará no palco do Teatro Abel em temporada de 01 de novembro a 03 de novembro de 2013, nos horários: Sextas e Sábados às 21h e Domingos às 20h.

Sinopse: No espetáculo, as personagens brasileiras (que não falam francês) tiveram um encontro casual durante uma viagem de turismo a Paris, passaram uma tarde juntos e perceberam que tinham vários interesses em comum. Vinte anos depois, sem contato algum, voltam ao mesmo café de Paris onde se conheceram, na expectativa de um reencontro e de, enfim, retomar o que poderia ser uma história de amor. No período em que estiveram afastados um do outro, mantiveram uma ligação com aquela tarde através de clássicos que formam a trilha sonora de suas vidas em “Nós Sempre Teremos Paris”.

Ficha técnica
Texto: Artur Xexéo
Direção: Jacqueline Laurence
Elenco: Françoise Forton e Aloisio de Abreu / Stand-in: Miriam Virna
Músicos: Roberto de Brito – Violão Jovi – Percussão Itamar Assiere – Piano / Acordeon
Direção musical: Marcelo Nogueira
Preparação vocal: Danilo Timm
Figurinos: Valéria Stefani
Cenografia: Massimo Esposito
Iluminação: Adriana Ortiz
Divulgação: Equipe Barata Comunicação:

Serviço:

  • Temporada: de 01 a 03 de novembro de 2013
  • Horários: sexta e sábado às 21h, e domingo às 20h
  • Ingressos: R$ 50,00
  • Desconto: 50% para estudantes, idosos a partir de 60 anos e deficientes físicos
  • Local: Teatro Abel
  • Endereço: Rua Mário Alves, 02 – Icaraí
  • Telefone: (21) 2195-9800
  • Capacidade: 530 lugares
  • Classificação: Livre
  • Duração: 60 minutos

“Feliz por Nada” no Teatro Eduardo Kraichete/AMF

"Feliz por Nada" no Teatro Eduardo Kraichete/AMFA comédia romântica sobre amizade “Feliz por Nada” de Martha Medeiros, em cartaz de 04 até o dia 13 de outubro, no Teatro Eduardo Kraichete/AMF, Sex. e sáb. às 21h30 | Dom. às 20h30.

Uma comédia romântica inspirada no livro homônimo de crônicas da brilhante Martha Medeiros – livro de sucesso em todo o país -, com texto e adaptação da maravilhosa Regiana Antonini. A direção é do genial Ernesto Piccolo. Cristiana Oliveira, Luisa Thiré e Gil Hernandez compõem o elenco de primeira linha.

Sinopse: Um espetáculo que fala de amizade. Não da amizade que começa na infância, mas da amizade que surge no meio da vida, por acaso, e que passa a ser fundamental para o resto da vida. Assim é a amizade de Juliana e Laura. Elas se conhecem aos 40 anos e passam a ser inseparáveis após um episódio no aeroporto de Tóquio (Japão), quando Laura se perde das filhas. Juliana é quem a ajuda. Nasce, então, uma belíssima amizade que será posta à prova por causa de um homem, o Joca. “Feliz por nada” não trata de um triângulo amoroso, e, sim, da relação humana. O texto trata da mulher, em toda a sua complexidade: os medos, os sonhos, as insatisfações, as inseguranças, as realizações profissionais, o sexto sentido, a atração, a paixão e o amor. É pura identificação – e também estamos falando dos homens – com o dia a dia, com as questões contemporâneas e que fala ao coração.

Ficha Técnica:
Elenco: Cristiana Oliveira, Luisa Thiré e Gil Hernandez
Direção: Ernesto Piccolo.

Serviço:

  • “Feliz por Nada” no Teatro Eduardo Kraichete/AMF
  • Dia: Sex. e sáb. às 21h30 | Dom. às 20h30.
  • Ingresso: R$60,00 (inteira) R$ 30,00 (meia entrada)
  • Duração: 70 min.
  • Classificação:14 anos
  • Endereço: Av. Roberto silveira, 123 – Icaraí – Niterói – RJ
  • Maiores Informações: (21) 2710-1348

Clássicos Encantados no Teatro Eduardo Kraichete/AMF

Clássicos Encantados no Teatro Eduardo Kraichete  Presente de dia das crianças! O espetáculo “Era uma vez – O show” reúne famosos personagens da Disney e promete alegrar e emocionar a todos. Com temporada de 05 à 27 de outubro, aos sábados e domingos, às 17h no palco do Teatro Eduardo Kraichete, em Icaraí.

Espetáculo de encanto e magia!

Em comemoração ao mês das crianças, a Bibbidi Bobbidi Bo lança uma nova e exclusiva adaptação dos clássicos da Disney. O espetáculo “Era uma vez – O show” irá proporcionar entretenimento, emoção e boas gargalhadas para a criançada.

Famosos personagens como Mickey, Minnie, Pato Donald e Pateta, levarão a plateia ao verdadeiro mundo dos contos de fadas, onde príncipes, princesas, heróis e brinquedos encenarão incríveis histórias infantis. No cenário, o castelo da Disney irá compor a decoração e remeterá a magia e encanto de um dos destinos mais desejado e sonhado pelas crianças.

Magia, sonho, encanto, felicidade, raiva, medo… O “Era uma vez – O Show” promete sentimentos que deixarão o público de olhos bem abertos para não perder um só segundo. Vale a pena conferir!

Atrações:

Aladdin e Jasmine
A história da princesa que se apaixona por um plebeu, mostra que o amor supera todas as diferenças.

Toy Story
Woody e Jessie prometem levar alegria e fazer a criançada tirar o pé do chão.

Buzz Lightear
Com toda sua magia Buzz irá defender seus amigos da terrível e cruel Malévola, que quer adormecer os personagens dos contos infantis.

Rapunzel
A princesa dos cabelos compridos leva toda sua energia em um musical surpreendente, com a participação do seu príncipe.

A Pequena Sereia
Ariel e Érick prometem levar as crianças numa viagem ao mundo submarino.

Merida
A personagem de Valente irá cantar e dançar sua música tema, alegrando todas as crianças.

Mickey e Minnie
As principais estrelas do show de encanto e magia não poderiam faltar! O casal de ratos mais famoso do mundo apresentarão divertidos números musicais.

Serviço:

  • Clássicos Encantados no Teatro Eduardo Kraichete
  • Dia: temporada de 05 à 27 de outubro, aos sábados e domingos, às 17h.
  • Ingresso: R$50,00 (inteira) R$ 25,00 (meia entrada)
  • Duração: 60 min.
  • Classificação: livre
  • Endereço: Av. Roberto silveira, 123 – Icaraí – Niterói – RJ
  • Maiores Informações: (21) 2710-1348

Leandro Hassum em “Lente de Aumento” no Teatro Abel

O espetáculo, no formato de stand up comedy, estará no palco do Teatro Abel em temporada de 20 de setembro a 13 de outubro de 2013, nos horários: Sextas e Sábados às 21h e Domingos às 20h.

LENTE DE AUMENTO lança um olhar curioso sobre as pequenas coisas da vida que estão à nossa volta e que nunca tivemos oportunidade ou paciência para analisar. A identificação do público com as situações do dia-a-dia é a matéria prima para que Leandro Hassum cative o público e chegue ao seu produto final: Risadas!

Envolvente, carismático e com a sua reconhecida capacidade de improvisação Leandro Hassum interage em vários momentos com a platéia, convidando todos a refletir sobre o quão ilógico pode ser aquilo que chamamos de cotidiano.

LENTE DE AUMENTO tem o formato de stand up comedy, no qual Leandro Hassum e seu microfone são os ingredientes principais para levar o público ao riso.

O espetáculo estreou em outubro de 2008 no Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea, às segundas-feiras. O sucesso foi tamanho que passou para terças e quartas no mesmo teatro. Em março de 2010 fez uma temporada de dois meses no Teatro da Unimed em Niterói, às sextas, sábados e domingos, com casa lotada todos os dias. Nos meses seguintes fez uma tournée de enorme sucesso de público e crítica, lotando todos os teatros por onde passou.
Em 2010, fez uma temporada de 4 meses no Teatro Miguel Falabella, no NorteShopping, foi para o Teatro dos Grandes Atores, na Barra e estreou em fevereiro de 2011 no Teatro das Artes, onde permaneceu em cartaz até dezembro. Em 2012, LENTE DE AUMENTO, reestreou no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea e em agosto no Teatro dos Grantes Atores, na Barra.

Serviço:

  • Titulo: “Lente de Aumento” no Teatro Abel
  • Texto e Atuação: Leandro Hassum
  • Direção: Daniela Ocampo
  • Foto: Karina Gomes
  • Local: Teatro Abel
  • Endereço: Rua Mário Alves, 02 – Icaraí
  • Telefone: (21) 2195-9800
  • Capacidade: 530 lugares
  • Temporada: 20 à 13 de outubro de 2013
  • Horário: Sextas e Sábados às 21h e Domingos às 20h
  • Ingressos: R$ 70,00  (sexta e domingo) / R$ 80,00 (Sábado) – Descontos: 50% para estudantes, idosos a partir de 60 anos e deficientes físicos.
  • Duração: 70 minutos
  • Classificação indicativa: 12 anos

“Dias de Setembro”, de Lucas Sancho no Solar do Jambeiro

"Dias de Setembro", de Lucas Sancho no Solar do JambeiroNos dias 21 e 22 de setembro, o Solar do Jambeiro apresenta o espetáculo teatral “Dias de Setembro”, do grupo cearense Cabauêba de Teatro, com texto e direção de Lucas Sancho. A peça, um retrato crítico da relação amorosa e das fragilidades do indivíduo contemporâneo, será apresentada no sábado às 20h e domingo às 19h.

Numa noite de setembro, em seu apartamento, o personagem Henrique tenta escrever uma carta para seu ex-namorado, Eduardo. Uma tempestade separou os dois e após um ano Henrique tenta entender as verdades do amor contemporâneo, esse amor líquido. Ele divide o relacionamento em quatro partes: Início, Paixão, Crise e Fim; e busca nas experiências da platéia obter respostas para suas questões. Porém, uma nova tempestade está se formando e Henrique não sabe ao certo como lidar com ela novamente.

Em suas memórias construídas juntamente com memórias da platéia, Henrique vai encarado como é amar nos dias de hoje, o que foi perdido e o que pode ser resgatado.

Numa sociedade caótica, onde somos bombardeados por todos os lados, seja por informações, cobranças profissionais ou sociais, pela banalização do sexo e dos valores amorosos, acabamos por pagar um alto preço: A solidão. Esse ser urbano contemporâneo, ao se deparar com tantas cobranças que lhe cercam, vê-se sozinho perante seus questionamentos, levando-o à frustração. A válvula de escape, ironicamente, passa a ser o outro, a pessoa com o qual ele se relaciona. O prazer momentâneo do sexo é um agente que ameniza o caos. Com isso, certos valores acabam sendo devorados no campo do amor.

O espetáculo, inspirado na atmosfera crua e urbana de Caio Fernando Abreu, procura trazer para cena outro tema mistificado pela grande mídia: a homossexualidade. Este aqui representado não como uma coisa descoberta, de primeiro contato, e sim, o cotidiano de uma relação homossexual. Fugindo dos clichês, o autor se propõe a desmitificar conceitos e preconceitos perante o público.

Trilha Sonora: Banda Encarne
Produção: Lucas Sancho
Realização: Grupo Cabauêba de Teatro
Colaboração: Elisa Porto, Aila Rodrigues, Andréa Piol, Davi Sabry, Gustavo Portela e Marisa Paiva

Serviço:

  • “Dias de Setembro”  no Solar do Jambeiro
  • Data: 21 e 22 de setembro de 2013
  • Horário: Sábado às 20h e domingo às 19h
  • Duração: 50 minutos
  • Classificação: 14 Anos
  • Ingressos: R$ 20 (meia R$10)
  • Solar do Jambeiro
  • Rua Presidente Domiciano, 195, São Domingos
  • Telefone: (21) 2109 – 2222

BEATLES, 50 ANOS no Teatro Eduardo Kraichete

BEATLES, 50 ANOS no Teatro Eduardo KraicheteO espetáculo Beatles, 50 Anos fica em cartaz até dia 26 de setembro, às quintas-feiras, 21h, no Teatro Eduardo Kraichete, em Icaraí.

O Espetáculo tem como objetivo levar ao público os maiores sucessos dos nossos eternos The Beatles, consagrados, idolatrados e cultuados até hoje por gerações e gerações. Em formato Power trio com guitarra, teclados e percussão.

O Grupo Trinidance, faz um mergulho ao passado e relembra com muita emoção e carisma os grandes sucesso ,comemorando os 50 anos da banda, clássicos como: “Twist and Shout” (1964), “Can’t Buy Me Love” (1964), “Help!” (1965), “Yesterday” (1965), entre outros fazem parte desse infinito universo que se chama “The Beatles”. Dono de uma voz cativante, um timbre marcante e um inglês polido, Waldy Jorge ex integrante da banda Grafite que apresentou o show Beatles in Concert 3 anos consecutivos no Teatro Municipal de Niterói com sucesso de público e no Teatro Eduardo Kraichete em 2013.

Waldy Jorge encanta a plateia com seu carisma e emoção relembrando as vozes de Lennon, Mccartney e Harrison em suas interpretações, junto com o Grupo Trinidance, consegue envolver o público de forma gradativa e harmoniosa, levando os a uma viagem no tempo. Com imagens e vídeos originais dos Beatles projetados ao fundo enquanto o Trinidance interpreta ao vivo as respectivas canções do telão, o público é presenteado com emoções das mais variadas e momentos de puro saudosismo e êxtase.

Serviço:

  • BEATLES, 50 ANOS no Teatro Eduardo Kraichete
  • Até dia 26/09 – Todas às quintas-feiras – 21h
  • Ingresso: R$50 (inteira) R$ 25,00 (meia entrada)
  • Duração: 80 min.
  • Classificação: 12 anos
  • Endereço: Av. Roberto silveira, 123 – Icaraí – Niterói – RJ
  • Tel. (21) 2710-1348

Como é Que Pode? Teatro Eduardo Kraichete

Como é Que Pode? Teatro Eduardo KraicheteO stand-up comedy Como é Que Pode? entra em cartaz no Teatro Eduardo Kraichete, com temporada até 29 de setembro de 2013, sexta e sábado às 21h e Domingos 20h.

Quem nunca disse “como é que pode?” em diversas situações com as quais nos deparamos todos os dias? Como é que pode o meu filho nascer japonês? Como é que pode este trânsito? Um misto de surpresa, curiosidade e fascinação brota dessa expressão popular que serve de inspiração para o espetáculo de Gabriel Louchard, que chega ao Teatro Eduardo Kraichete/AMF em Niterói,  até dia 29/09, depois de um ano e dois meses em cartaz direto em temporadas de sucesso de público e crítica no Teatro dos grandes atores, na Barra, e no Teatro das Artes, no shopping da Gávea, somando mais de 80 mil espectadores.

O show mostra versatilidade de Gabriel, explorando as muitas facetas deste artista como ator, comediante e mágico. Durante o espetáculo, dirigido por Leandro Hassum e escrito em parceria com Mauricio Rizzo – roteirista de “A Grande Família” – Gabriel realiza esquetes brincando com as situações cômicas que mágicos enfrentam durante o trabalho em uma festa infantil, convoca a plateia para participar de truques e realiza números impressionantes de mágica, sempre aliados ao bom-humor de seu texto. Na abertura do show, ele mostra depoimentos de amigos como Patrícia Pillar, Bruno Gagliasso e Thiago Lacerda, que falam de forma cômica sobre “o maior artista do mundo”.

Um dos pontos altos do espetáculo é o número da guilhotina: a mágica é apresentada com um convidado da plateia. Na mágica do casaco, ele tem o corpo amarrado por um espectador, e tem apenas cinco segundos para se desamarrar, vestir um casaco ou paletó emprestado pelo público e se amarrar novamente. “A participação da plateia, tanto para os números de comédia quanto para as mágicas, é fundamental”, explica Gabriel.

Sobre Gabriel Louchard

Carioca, 27 anos, Gabriel Louchard é um dos mais jovens mágicos profissionais do Brasil, começou a atuar com 12 anos. Em seu currículo já constam participações em eventos importantes como o Show de Natal do Palácio da Cidade, no Rio de Janeiro, Feira da Providência, Bienal do Livro, Festival de Inverno – SESCRJ, entre outros. Gabriel também é ator e já participou de campanhas publicitárias e peças de teatro. Também esteve em diversos programas de televisão se apresentando, entre eles o “Domingão do Faustão”, “Programa do Jô”, “Caldeirão do Huck”, “Mais Você” e “Silvio Santos”.

Direção – Leandro Hassum
Mágico e ator – Gabriel Louchard

Serviço:

  • Como é Que Pode? Teatro Eduardo Kraichete
  • Até 29 de setembro de 2013, sexta e sábado às 21h e Domingos 20h
  • Ingresso: R$ 60,00 (inteira), R$ 30,00 (meia entrada)
  • Duração: 75 min.
  • Classificação: 12 anos
  • Endereço: Av. Roberto silveira, 123 – Icaraí – Niterói – RJ
  • Tel. (21) 2710-1348

“Chegando Junto” humor no Teatro Eduardo Kraichete

"Chegando Junto" humor no Teatro Eduardo KraicheteO stand up comedy “Chegando Junto” chega à sua última apresentação, no sábado, dia 29 de setembro, às 19h, no palco do Teatro Eduardo Kraichete, em Icaraí.

Neste espetáculo, o ator Marcos Cid conta com a parceria de Miguel Marques, que já participou de quadros nos programas A Praça é Nossa e Patrulha da Cidade. E para reforçar o time de comediantes, Bruno Nogueira, Iuri Salvador, Fernando Bittencourt e Bruno Frangolino.

Sobre Marcos Cid

Ator, clown e produtor formado pela UNICIRCO, produtor de shows de talentos do humor como Paulinho Gogó (Maurício Manfrini), Rodrigo Santana, Sergio Malandro entre outros, já montou mais de 20 peças infantis e 7 adultas. Em seu novo show, o stand up ele apresenta “A Paranóia”. Texto onde desnuda todos os seus TOCS, um mal que atinge boa parte da população devido ao estresse, dificuldades financeiras e outros problemas mostrando para a platéia como lhe dar com essas manias com bom humor. Traz ainda a personagem Fuxico Xavier. Xavier é uma brincadeira com o grande e reconhecido Xico Xavier, onde interpreta um médico que acha que pode falar com os mortos e ter visões extraordinárias. Um médico (Psiquiatra) com transtornos bipolares e TOC, onde transfere todos os seus traumas e problemas psíquico para os pacientes, invertendo a situação, fazendo o paciente acreditar que realmente ele é quem tem todos os transtornos. Nas suas variações psíquicas e emocionais, ele acredita ter poderes mediúnicos, mesmo transgredindo as leis da medicina, com sua prepotência, ele insiste em dar consultas espirituais em seu consultório. Acreditando ainda que recebe o espírito do “Primo” do Chico Xavier, o “Fuxico Xavier”.

Serviço:

  • “Chegando Junto” humor no Teatro Eduardo Kraichete
  • Dia: 28 de setembro – Sábado
  • Ingresso: R$40,00 (inteira) R$ 20,00 (meia entrada)
  • Duração: 80 min.
  • Classificação: 12 anos
  • Endereço: Av. Roberto silveira, 123 – Icaraí – Niterói – RJ
  • Maiores Informações: (21)2610-3902 (21)9359-5094 ou (21)8380-1868

Eriberto Leão atração da peça ‘Jim’ no Teatro Abel

Eriberto Leão atração da peça ‘Jim’ no Teatro Abel O ator Eriberto Leão entra em cartaz com a peça “Jim” no Teatro Abel, em temporada de 06 a 15 de setembro de 2013, na sexta e sábado, às 21h e domingo, às 20h.

No musical “Jim”, você vai ver o início e o fim da vida de James Douglas Morrison. Líder do The Doors, ícone da contracultura americana, poeta trágico do rock, símbolo sexual, anjo caído da música que, ao lado de Hendrix, Joplin e Brian Jones, forma o triste quarteto de astros mortos aos 27 anos.

Sinopse: O espetáculo conta a história de um homem que, apesar de não ter conhecido pessoalmente Jim Morrison (o vocalista da banda The Doors e um dos maiores ícones do rock de todos os tempos), teve sua vida pautada por seus ideais e, durante anos, acalentou o sonho de seguir os passos de seu ídolo, como artista e como ser humano, mas acabou percorrendo uma existência trivial. Um homem que chegou aos 40 com o sentimento de que suas idealizações se perderam no tempo. E é este homem que agora está em Paris, no cemitério Père-Lachaise, com uma arma em punho para acertar as contas com Jim. Costurada por dez músicas, cantadas por Eriberto Leão, acompanhado de três músicos quem tocam ao vivo, a trama apresenta o conflito interno desse misterioso personagem.

Ficha Técnica
Texto: Walter Daguerre
Direção: Paulo de Moraes
Elenco: Eriberto Leão e Renata Guida
Músicos: Zé Luiz Zambianchi (teclado), Felipe Barão (guitarra) e Rorato (bateria)
Direção Musical: Ricco Vianna
Cenografia: Paulo de Moraes
Figurinos: Rita Murtinho
Iluminação: Maneco Quinderé
Programação Visual: Walter Daguerre
Fotografia: Marcelo Faustini
Produção Executiva: Carolina Consani
Produção e Assessoria de Imprensa: Barata Comunicação
Equipe Barata Comunicação – Produtores: Elaine Moreira e Bruno Luzes

Serviço:

  • Eriberto Leão atração da peça ‘Jim’ no Teatro Abel
  • Temporada: de 06 a 15 de setembro de 2013
  • Horários: sexta e sábado, às 21h; domingo, às 20h
  • Ingressos: R$ 70,00
  • Desconto: 50% para estudantes, idosos a partir de 60 anos e pessoas com deficiência
  • Local: Teatro Abel
  • End.: Rua Mário Alves, nº 2 – Icaraí, Niterói
  • Tel.: (21) 2195-9800
  • Classificação: 16 anos
  • Duração: 60 minutos

Apoio cultural:
Adoro Mimos Presentes – Rua Gavião Peixoto, 280 – sobreloja – Icaraí – Niterói

“Casar Pra Quê?” atração no Teatro Abel

“Casar Pra Quê?” atração no Teatro Abel   A comédia romântica entra em cartaz no Teatro Abel, com temporada de 16 a 25 de agosto de 2013, nos horários: sexta e sábado às 21h, e domingo às 20h.

Dividir a vida com alguém não é uma tarefa fácil, mas pode ser muito divertida, principalmente quando marido e mulher vivem num descompasso entre o que pensam e o que querem. E a peça “Casar pra quê?” pretende tratar, com muito bom humor, das diferenças vividas num casamento em que, mesmo com tantas arestas, é feito de muito amor.

Em cartaz desde 2007, o espetáculo já foi assistido por mais de 800 mil espectadores. “Casar pra quê?” é uma comédia romântica, que nasceu da vontade do ator e autor Alessandro Anes de levar para os palcos um espetáculo no qual a comunicação com a plateia fosse feita de maneira intimista e divertida. Assim, começou a observar trechos de conversas de bar, papos pelos corredores e foi colecionando pérolas do complicado relacionamento entre homens e mulheres.

Anes fez então uma seleção do que considerou mais absurdo, mais engraçado e quando viu, já tinha pronta a história de um casal que representa quase todos os outros. Ana Lúcia gosta de ir ao shopping, falar horas com as amigas ao telefone e não perde um capítulo da novela. Pedro Paulo não dispensa um futebol com a galera, uma cerveja gelada e, claro, adora falar mal da sogra! “Casar pra quê?” chega aos palcos do Teatro Abel apresentando as delícias e os horrores de um casamento feliz, com muito bom-humor!

Ficha Técnica
Texto: Alessandro Anes
Elenco: Alessandro Anes e Michelle Martins
Direção: Eri Johnson
Produção: #ficadica produções
Gênero: Comédia Romântica

Serviço:

  • “Casar Pra Quê?” atração no Teatro Abel
  • Temporada: de 16 a 25 de agosto de 2013
  • Horários: sexta e sábado às 21h, e domingo às 20h
  • Ingressos: R$ 50 (sexta e domingo) e R$ 60 (sábado)
  • Desconto: 50% para estudantes, idosos a partir de 60 anos, deficientes físicos e clientes da Porto Seguro.
  • Classificação: 14 anos
  • Duração: 70 minutos
  • Teatro Abel
  • End.: Rua Mário Alves, nº 2 – Icaraí, Niterói
  • Telefone: (21) 2195-9800

“Anastasia” O Musical no Teatro Abel

"Anastasia" O Musical no Teatro Abel   “Anastasia” entra em cartaz no Teatro Abel, nos dias 13 e 14 de agosto de 2013, terça e quarta-feira, às 20h.

Numa época de bailes, palácios luxuosos e muito encantamento, a família Romanov é traída pelo místico Rasputin e surpreendida com a Revolução Russa, que bate a sua porta. Chega ao fim uma era do Império Russo. No entanto, há rumores de que a princesa Anastasia conseguira escapar com vida, durante o cerco ao palácio. Sua avó, a duquesa Marie, oferece então uma enorme recompensa para quem encontrá-la. Sabendo disso, em São Petersburgo, dois mercenários, Dimitri e Vladimir, se esforçam para achar uma jovem que se pareça com a princesa desaparecida e acabam conhecendo Anya, uma órfã que não consegue se lembrar de seu passado. O trio segue para Paris, com o intuito de transformar Anya numa verdadeira princesa, para fazê-la reencontrar sua família e descobrir quem realmente é. Uma história emocionante de busca pelo passado, de amor e de reencontro.

Ficha Técnica
Adaptação e Coreografia: Nicolle Guenther
Direção: Diego Ramos
Cenografia e Iluminação: Itaiara Lago
Figurino e Adereços: Diego Ramos, Itaiara Lago e Nicolle Guenther
Preparação Vocal e Corporal: Denise Pinudo e Isabella Dias
Elenco: Nicolle Guenther, Lucas Carvalho, Calil Lago, Diego Ramos, Patrick Tondella, Mayhara Sheylla, Larissa Kitzinger, Lucas Oliveira, Giulia Mérida, Paula Kale, Isabella Dias, Pollyana Porto, José Rubens e Osmar Vieira.

Serviço:
“Anastasia” O Musical no Teatro Abel
Temporada: 13 e 14 de agosto de 2013
Horários: terça e quarta, às 20h
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$15 (meia)
Promoção: Na compra de um par de ingressos para o dia 13, cada ingresso sairá por R$ 15 e você ainda irá ganhar um desconto para a entrada do dia 14. Sendo, portanto, cada ingresso extra para o segundo dia de apresentação R$ 10.
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
End.: Rua Mário Alves, nº 2 – Icaraí, Niterói
Telefone: (21) 2195-9800