13° NITERÓI EM CENA – MOSTRA NACIONAL DE TEATRO / 17 a 23 de dezembro de 2020

De 17 a 23 de dezembro de 2020, a cidade de Niterói receberá o “13º Niterói em Cena – Mostra Nacional de Teatro” que, este ano, devido à pandemia, consistirá em uma edição especial com peças online de todo o Brasil, além de apresentações presenciais no Teatro Popular Oscar Niemeyer. Esta edição homenageia à atriz, diretora e professora Erika Ferreira, artista de grande importância para a cidade e para o festival, vitimada pela COVID-19, em março deste ano.

Serão três mostras de espetáculo (Mostra Teatro em Casa, Mostra Niterói e Mostra Palco), além de debates, após as peças, e uma mesa de conversa.

A ‘Mostra Teatro em Casa’ contará com apresentações de oito peças online, exibidas ao vivo através do canal do Youtube do Niterói em Cena e na plataforma Zoom para aqueles que quiserem participar dos debates após os espetáculos.  Na ‘Mostra Niterói’, serão quatro peças de diferentes grupos teatrais da cidade, gravadas no palco do Teatro Popular Oscar Niemeyer, disponibilizadas ao público nas redes sociais e site do Festival. Já a ‘Mostra Palco’ acompanhará o processo de retomada do teatro, com dois espetáculos presenciais no Teatro Popular Oscar Niemeyer, nos dias 22 e 23 de dezembro. O Teatro terá a sua capacidade reduzida, seguindo todos os protocolos de segurança,  e os ingressos poderão ser comprados somente online, por meio do site de vendas da Sympla.

Finalmente, a mesa de conversa promoverá uma reflexão acerca da relevância do Teatro Experimental do Negro, com a mediação do Agitador Cultural e Professor João Luiz de Souza (João do Corujão), além da presença ilustre da Professora e Antropóloga Elisa Larkin e da atriz e ativista Ilea Ferraz.

Neste ano, apesar da situação de pandemia e do prazo curto de apenas uma semana para inscrições, o Niterói em Cena recebeu 266 projetos de inúmeras cidades brasileiras e do exterior. Trata-se de um sopro de esperança e alívio diante da reconfortante evidência de que a Arte Teatral sempre se reinventa e sobrevive, ainda que em cenários desafiadores.

Criado em 2008 pelo produtor cultural Fabio Fortes, o tradicional Niterói em Cena já reuniu inúmeros artistas e grupos de todo o país, apresentando sempre um importante panorama teatral. Desta vez, não será diferente e Niterói se tornará a capital nacional do teatro entre os dias 17 e 23 de dezembro. Peças, debates e rodas de conversa, em uma programação inteiramente gratuita.

As peças que não têm a classificação indicativa assinalada são livres. Para assistir às atividades por zoom, basta entrar no site e fazer a inscrição. Programação completa em www.niteroiemcena.com.br

SERVIÇO:

13º Niterói em Cena – Festival Internacional de Teatro

De 17 a 23 de dezembro de 2020

Horários: cada atração tem um horário (consultar programação geral)

Local: Plataformas virtuais e Teatro Popular Oscar Niemeyer

Evento gratuito

PROGRAMAÇÃO GERAL:

– Data: 17 de dezembro, quinta-feira

Abertura do 13º Niterói em Cena – via Zoom

Horário: das 20h às 22h

– Data: 18 de dezembro, sexta-feira

Horários:

10h – Mostra Niterói – O Edredom (Coletivo Macacos Alados – Niterói/RJ) – Canal do Niterói em Cena no YouTube, link disponível no site www.niteroiemcena.com.br

Sinopse: uma criança apaixonada pelo fundo do mar, cansada de não saber se é menina ou moleque, decide virar peixe. Após perceber que seu desejo não se tornará realidade, decide se abrigar embaixo de um edredom.

Duração: 45 minutos

20h – Mostra Teatro em Casa – Onde estão as mãos, esta noite (Karen Coelho – Rio de Janeiro/RJ) – via Zoom

Sinopse: uma peça de quarentena criada e produzida com o isolamento social como condição e tema de trabalho. Sem margear cura alguma para as dores imediatas do mundo, ‘Onde estão as mãos, esta noite’ pousa no absoluto presente, naquilo que continua ao alcance: o poder da fabulação do mundo. A família, os amigos, os vizinhos de uma mulher em quarentena, personagens tão imaginados quanto uma plateia no mundo digital, confirmam apenas que as pessoas seguem provisoriamente vivos e parte indissociável de um todo.

Duração: 35 minutos

22h30 – Mostra Teatro em Casa – Caio F. em casa (ATeliê voadOR Companhia de Teatro – Salvador/BA) – via Zoom

Sinopse: versão intimista baseada no espetáculo solo de Duda Woyda, “O outro lado de todas as coisas”, com direção de Marcus Lobo e Rafael Medrado, que foi realizado durante os anos de 2016 a 2019 em Salvador e por festivais brasileiros.

Uma obra inquieta, que seduz e questiona, assim como a literatura de Caio F. São depoimentos e conversas para além das janelas de casa, um bate papo, um desabafo.

Duração: 35 a 40 minutos

– Data: 19 de dezembro, sábado

Horários:

10h – Mostra Niterói – Quem disse? Teatro feminista para crianças (Abelha Mestra Produção Artística – Niterói/RJ) – Canal do Niterói em Cena no YouTube, link disponível no site www.niteroiemcena.com.br

Sinopse: Ritinha e Bernardo são crianças que cultivam a amizade em passeios de bicicletas. Enquanto brincam e viajam entre o mundo da imaginação e o mundo real elas se perguntam: quem disse que a vida precisa ser como é? Pedalando, cantando e tocando, compartilham a vontade de construir um mundo onde a diferença não separe as pessoas.

Duração: 55 minutos

17h – Mesa de Conversa – A história do Teatro Experimental do Negro e seus legados nos dias atuais e futuros – via Zoom

Sinopse: criado em 1944, o Teatro Experimental do Negro, que também era um intenso movimento social e político, mudou a cena teatral no Brasil, levando aos palcos embranquecidos, atores e atrizes pretos, que, para além dos espetáculos, produziam uma série de discussões sobre a ausência da representatividade negra na dramaturgia brasileira, no cinema e nos teatros em geral. Desde a fundação do Teatro Experimental do Negro, criado por Abdias Nascimento, o movimento negro vem ampliando gradativamente estas reflexões e atuando combativamente na formação e no despertar dos artistas negros para a ocupação da cena teatral.

Mediador: João Luiz de Souza – professor e curador do Corujão da Poesia

Convidadas: Elisa Larkin Nascimento – PhD e escritora, administradora do acervo do IPEAFRO -| Iléa Ferraz – atriz, diretora teatral, artista plástica e dubladora.

20h – Mostra Teatro em Casa – Histórias de confinamento (Grupo Galpão – Belo Horizonte/MG) – via Zoom

Sinopse: a partir de relatos enviados pelo público sobre a vida em quarentena nasce a experiência virtual Histórias de Confinamento. Diferentes situações revelam solidão, angústias e as mais diversas estratégias de sobrevivência dos seres confinados, que buscam refúgio nos pequenos gestos e objetos do cotidiano.

Duração: 50 minutos

22h30 – Mostra Teatro em Casa – Metamorfose (Grupo Ereoatá Teatro de Bonecos – Salvador/BA) – via Zoom

Sinopse: espetáculo inspirado na rotina diária de um senhor, sertanejo, vivendo as dificuldades da seca no sertão, onde em ‘sua ilha imaginária’, vive em total isolamento e, assim, busca relacionar-se com a natureza ao seu redor. Neste processo, descobre a dor da perda e o surpreendente processo de transformação do ser por meio desta interação, resultando na descoberta de um mundo além da fronteira da imaginação. Metamorfose é resultado da pesquisa do grupo Ereoatá Teatro de Bonecos na busca por uma dramaturgia que revele aspectos da essência humana por meio da animação de bonecos. Nesta pesquisa foram utilizados bonecos de manipulação direta, vara e fio.

Duração: 26 minutos

Classificação indicativa: 8 anos.

– Data: 20 de dezembro, domingo

Horários:

10h – Mostra Niterói – As Bodas de Rapunzel (Artecorpo Teatro e Cia – Niterói/RJ) – Canal do Niterói em Cena no YouTube, link disponível no site www.niteroiemcena.com.br

Sinopse: Rapunzel e o Príncipe Encantado estão comemorando suas Bodas Encantadas de 200 anos de Casamento. Para a surpresa do casal surge Sra Gothel, a mulher que criou Rapunzel desde que nasceu. Ela retorna para buscar sua filha, pois em sua história não existiam mais personagens. Ao ser acusada de muitas maldades, Sra Gothel resolve explicar o motivo de todas as suas ações. As personagens então voltam no tempo e a clássica história é recontada com música ao vivo, intervenções sonoras e solos instrumentais. Com direção de Rachel Palmeirim, figurinos e adereços de Eliana Lugatti, “As Bodas de Rapunzel” conta com a produção de Rachel Palmeirim e Cida Palmeirim, também diretora da ARTECORPO Teatro e Cia.

Duração: 55 minutos

20h – Mostra Teatro em Casa – Parece loucura mas há método (Armazém Cia de Teatro – Rio de Janeiro/RJ) – via Zoom

Sinopse: uma espécie de ‘peça de teatro emergencial’, uma tentativa de resposta criativa aos palcos vazios destes tempos de pandemia. Num tablado digital, 9 personalidades shakespearianas vão se enfrentar numa arena de ideias, sendo tudo conduzido pelas intervenções de um Mestre de Cerimônias. Já na primeira apresentação, com uma única frase, o público é instigado a eliminar um dos jogadores (ou seja, sua história já acaba ali).

Duração: 70 minutos.

Classificação indicativa: 12 anos.

22h30 – Mostra Teatro em Casa – Pequeno inventário de impropriedades (Téspis Cia. de Teatro – Itajaí/SC) – via Zoom

Sinopse: um homem vive dentro de um cotidiano previsível e repetitivo até que um acontecimento muda o rumo de sua vida. Saindo de uma vida ordinária, ele descobre o poder da violência latente dos dias atuais. Ficção e realidade se misturam até não ser possível distinguir onde uma começa e a outra termina.

Duração: 40 minutos

Classificação indicativa: 14 anos

– Data: 21 de dezembro, segunda-feira

Horários:

10h – Mostra Niterói – Em contos em encontros das águas (Agromelados Cia Teatral – Niterói/RJ) – Canal do Niterói em Cena no YouTube, link disponível no site www.niteroiemcena.com.br

Duração: 45 minutos

20h – Mostra Teatro em Casa – Negra Palavra | Solano Trindade (Coletivo Preto e Companhia de Teatro Íntimo – Rio de Janeiro/RJ) – via Zoom

Sinopse: a vida e obra do poeta pernambucano Solano Trindade (1908/1974). Solano é ‘poesia, é corpo negro, é militância, é potência e é amor. Em ‘NEGRA PALAVRA’, corpo, música e poesia se entrelaçam para representar uma só história: tanto a de Solano em seu tempo, como a dos homens negros contemporâneos, aqui e agora.

Duração: 30 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

22h30: Mostra Teatro em Casa – 12 pessoas com raiva (Pandêmica Coletivo Temporário de Criação – Aglomeração online de artistas de todo o Brasil) – via Zoom

Sinopse: um júri é convocado a se apresentar online, por conta da pandemia do coronavírus e deve chegar a um veredito unânime sobre um assassinato envolvendo pai e filho. 12 atrizes e atores ao vivo em uma experiência criada durante a quarentena.

Duração: 75 minutos

Classificação indicativa: 14 anos

– Data: 22 de dezembro, terça-feira

Horário: 19h – Mostra Palco – Cálculo Ilógico (Primitivos – Rio de Janeiro/RJ) – presencial

Sinopse: em um flash, a personagem Ella apresenta seu universo numérico buscando uma nova perspectiva para ver o mundo. Relembra, revive e calcula acontecimentos. Expõe nos números a eliminação errada do seu irmão D+1. Enxerga a vida através de uma lógica matemática, calcula a probabilidade dos acontecimentos e busca razões nos números e nas fórmulas para explicar um cálculo chamado VIDA.

Duração: 55 minutos

Classificação indicativa: 10 anos

Ingresso: gratuito, limitado a 02 por CPF. Reserva somente online no site da Sympla. Favor não imprimir o ingresso. No dia do evento, trazer dispositivo móvel (celular, tablet) com o ingresso visível na tela para que possa ser efetuada a leitura do QR Code para validação da entrada.
Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer

Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/ número

Telefone: 2620-6101

– Data: 23 de dezembro, quarta-feira

Horários:

 14h às 16h: Debate Mostra Niterói – via Zoom

19h: Mostra Palco – Lima entre nós – Estudo compartilhado a atualidade de Lima Barreto (Cia. Teatral Queimados Encena – Queimados/RJ) – presencial

Sinopse: espetáculo solo com Leandro Santanna sobre a obra de Afonso Henriques de Lima Barreto, suas angústias como cidadão brasileiro e as questões sociais de seu tempo, refletidas na atualidade nacional. Direção de Marcia do Valle. O monólogo homenageia o escritor e jornalista Lima Barreto e mostra ao espectador contemporâneo o quanto  sua obra permanece atual quase cem anos após a sua morte.

Duração: 55 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Ingresso: gratuito, limitado a 02 por CPF. Reserva somente online no site da Sympla. Favor não imprimir o ingresso. No dia do evento, trazer dispositivo móvel (celular, tablet) com o ingresso visível na tela para que possa ser efetuada a leitura do QR Code para validação da entrada.

Local: Teatro Popular Oscar Niemeyer

Endereço: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, s/ número

ENVIAR MENSAGEM
Estamos online!
%d blogueiros gostam disto: