O projeto virtual Retratos Sonoros, da Niterói Filmes, fala sobre os 30 anos da Niterói Discos, com a participação de importantes músicos

A Secretaria das Culturas e a Fundação de Arte de Niterói, por meio da Niterói Filmes, lançam o programa “Retratos Sonoros” para contar um pouco da história dos 30 anos da Niterói Discos, com episódios em vídeo, onde grandes músicos falam de suas trajetórias artísticas e da importância do selo para a cidade.

O “Retratos Sonoros” lança um episódio novo todas as terças-feiras, às 14h, e vai até o dia 11 de janeiro de 2022, no canal do YouTube da Niterói Filmes, com links no facebook e no instagram @niteroifilmes. Teve início no dia 12 deste mês, com Renato Rocketh. Na semana seguinte, foi a vez de Ronaldo do Bandolim contar um pouco da sua experiência.

Os programas são dirigidos por Ivan de Angelis, diretor da Niterói Filmes, e os shows foram produzidos por Tavinho Torreão, diretor da Niterói Discos. Ficarão disponíveis no YouTube da Niterói Filmes.

“Vivemos mais do que nunca na era do audiovisual, portanto, há uma grande potência nessa série que, em 14 episódios, narra com imagens e música um pouco da história, não só de nossa cidade, mas do Brasil”, aponta Ivan de Angelis.

“É muito legal essa sinergia entre os selos NF e ND. Quando criamos o projeto Palco Niterói Discos, precisávamos de um registro profissional dos artistas que estavam se apresentando ali. Então, veio a parceria com o Ivan, que criou este belo projeto que documenta e registra com sensibilidade um pouco da história dos artistas da música de nossa cidade. Parabéns a Niterói Filmes e que venham mais parcerias como essa no futuro!”, explica Tavinho Torreão.

Próximas programações:

– 26 de outubro – Beth Bruno

Niteroiense, é uma cantora, arranjadora e pianista da música popular brasileira. Participou de festivais de música, onde ganhou diversos prêmios como melhor intérprete.Atuou como vocalista em discos e shows de grandes nomes da MPB como Djavan, Roberto Carlos, Ivan Lins, Beto Guedes, Gilberto Gil, Milton Nascimento, entre outros.

Já se apresentou nas principais casas de espetáculos, bem como em teatros do Rio. Beth Bruno viveu momentos especiais ao lado de grandes instrumentistas brasileiros, como Nico Assumpção, Artur Maia, Sebastião Tapajós, Délia Fischer, entre outros.

– 2 de novembro – Rogério Souza

Um dos principais arranjadores para violões de 6 e 7 cordas, o músico apresentou um repertório recheado de composições autorais e de clássicos do choro e do samba, que emocionaram o público. Rogério contou com as participações especiais de Edinho Gerber, no violão; Daniel Karin, no pandeiro; Watson Cardoso, no clarinete; e Tiago Souza, no bandolim.

– 9 de novembro – Silvério Pontes e Zé da Velha

Há mais de 25 anos juntos, os músicos, conhecidos como “a menor Big Band do mundo”, formam uma das mais duradouras e profícuas duplas da nossa música. E isso se explica por diversos fatores, como o enorme talento musical, o diálogo emocionante e profundo de seus instrumentos e a sonoridade intensa com que se apresentam, envolvendo a todos com seus acordes autênticos, presentes nos seis álbuns que já lançaram juntos.

– 16 de novembro – Cássio Tucunduva

Com 50 anos de carreira, na apresentação, o músico fez um balanço de toda sua trajetória, desde a criação da banda Os Lobos, nos anos 1960, até sua consagração junto a outros grandes nomes da MPB.

– 23 de novembro – Mazinho Ventura

Começou sua carreira como músico profissional aos 17 anos de idade, e de lá pra cá, trabalhou com diversos artistas da MPB, como Ivan Lins, Emílio Santiago, Marcos Valle, Roberto Menescal, João Donato, Carlos Lira, entre outros. Atua também como produtor musical recebendo o prêmio ‘Disco de Ouro’ pela co-produção do disco ‘Mãos’, de Ivan Lins.

– 30 de novembro – Adriana Ninsky

A cantora, que participou do projeto em 2013, é artista do Selo institucional da Prefeitura, por onde gravou o CD “Alma Negra”, em 2012. No bate-papo, Adriana contou detalhes de sua carreira, os primeiros passos, suas referências e citou, ainda, parceiros de palco.

– 7 de dezembro – Arnaldo Lazulli

Cantor, instrumentista e escritor niteroiense falecido em 2009. Arnaldo foi a estrela do Palco Niterói Discos de abril de 2016, quando seus amigos e parceiros, Carlos Poubel, José Henrique, Raimundo Luiz e Marcelo Né, emocionaram a plateia interpretando inesquecíveis canções do CD ‘Lugar Imaginado’, lançado pela Niterói Discos em 2004. A noite contou com várias canjas e a participação de familiares, cantando, tocando e recitando poemas de Lazuli.

– 14 de dezembro – Madalenna

Gravou em 2008 o CD “Do Meu Jeito”, lançado pela Niterói Discos. A cantora soma parcerias com Isabella Lago, Felipe Pinaud, João da Mata e Marlon Sette.

– 21 de dezembro – Pedro Braga

Integrante, ao lado de Luiz Chaffin, do ‘Duo Com a Corda Toda’, e acompanhante de grandes nomes da música brasileira, Pedro Braga gravou em 1992 o LP ‘Trem de Fogo’, com a banda Saloon & Cia, e em 1998 com a ‘Colorado Country’.

– 28 de dezembro – Falcon

O niteroiense Francisco Falcon é instrumentista, professor, produtor, compositor e arranjador. Artista de estilo eclético que vai do Jazz ao Rock Progressivo, passando pelos ritmos latinos, Bossa Nova, Samba, MPB e Música Pop em geral, Falcon lançou em 2001 seu primeiro CD, intitulado Vòo Tocar, pelo selo Niterói Discos. Tem como instrumento principal o contrabaixo, mas também toca violoncelo, violão tenor, violão, guitarra e teclados.

– 4 de janeiro de 2022 – Júlio São Paio

Professor, compositor, cantor, instrumentista e arranjador, que apresentou no Projeto Palco Niterói Discos o seu grupo ‘Só Flautava Essa’. Na apresentação, o quarteto estava formado por Júlio e seus alunos Aline Peixoto (Vocal, Violão, Baixo e Clarinete), Marina Farias (Vocal, Flauta e Saxofone), João Pedro Rodrigues (Vocal, Flauta e Baixo). Artista formado na “Banda do Colégio Salesiano de Santa Rosa”, sob a regência do maestro Affonso Gonçalves Reis, gravou, em 1992, pelo Selo institucional da prefeitura, o LP ‘Sinfonia Batucada’.

– 11 de janeiro de 2022 – Paulinho Guitarra

Desde o ‘Os Adolescentes’ até o ‘Ali na Esquina’, passando por Gerson King Combo, Tim Maia, Carlos Dafé, Cazuza, Marina Lima, entre outros, ele embalou a cena musical da cidade e gravou, em 1991, um dos primeiros LPs da Niterói Discos.

Os episódios vão ao ar todas as terças, às 14h, canal do YouTube da Niterói Filmes, com links no facebook e no instagram @niteroifilmes.

APOIO CULTURAL:

ENVIAR MENSAGEM
Estamos online!
%d blogueiros gostam disto: