Chico Batera e seus “73 Carnavais” no MunicipalO mestre da percussão Chico Batera sobe ao palco do Teatro Municipal de Niterói, no dia 20 de abril, quarta-feira, às 19h, para apresentar o show “73 Carnavais”.

Para o repertório, Batera selecionou músicas próprias, temas do parceiro Wilson das Neves, que também fará uma participação no show, além de composições de Tom Jobim e Chico Buarque.

“São 73 carnavais. Vim batucando, batucando e cheguei até aqui. Vou mostrar um pouco de tudo isso neste show, que terá, ao menos, duas surpresas, uma no início e outra no fim”, conta o percussionista, que acompanha Chico Buarque há 40 anos.

A apresentação contará ainda com a participação especial da bateria do Bloco Semente.

Sobre Chico Batera…
Nascido em 1943, em Madureira, Rio de Janeiro, Chico Batera teve seu primeiro contato com a percussão na Escola de Samba Império Serrano. Aos 17 anos tornou-se músico profissional, tocando nos shows de Carlos Machado e no famoso Beco das Garrafas, berço da Bossa Nova.

Com o sucesso da música brasileira no Carnegie Hall, em Nova York, Chico foi para os Estados Unidos acompanhando Sérgio Mendes em missão cultural apoiada pelo Itamaraty. Ao fim da temporada, permaneceu no país morando numa comunidade hispânica, o que permitia o convívio com cubanos e porto-riquenhos.

A riquíssima troca de informações desse período, que lhe rendeu encontros com Tito Puente e Armando Perazza, despertou sua paixão por ritmos latinos. Embalado pela confluência singular entre jazz, música brasileira e latina, estudou na Berklee School of Music e teve aulas particulares com Joe Porcaro, além de participar de intercâmbios culturais no Los Angeles City College.

Chico Batera se destacou pela riqueza e diversidade rítmicas e tocou com grandes maestros como Michel Legrand, Henry Mancini e Dave Grusin. Acompanhou artistas da importância de Tom Jobim, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald e The Doors. Na década de 70, gravou com João Gilberto, no México. Foi integrante da banda de Cat Stevens até que este abandonasse sua carreira.

De volta ao Brasil, ministrou cursos de percussão na Pró-arte e no Centro Musical Antônio Adolfo. Nas décadas de 70 e 80, foi o percussionista que mais gravou no país. Dentre os artistas que acompanhou, estão Elis Regina, Martinho da Vila, Gal Costa, Simone, Djavan, João Bosco e Fagner. Esteve presente em trabalhos instrumentais com Wagner Tiso, Vitor Biglione, Lee Ritenour e há 40 anos acompanha Chico Buarque, tendo coproduzido o álbum de 1989, que leva o nome do compositor e inclui o grande sucesso “Vai Passar”.

Serviço:
CHICO BATERA apresenta “73 CARNAVAIS” no MUNICIPAL DE NITERÓI
Data: 20 de abril, quarta-feira
Horário: 19h
Classificação etária: 10 anos
Ingresso: R$ 10
Local: Teatro Municipal de Niterói
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 35, Centro, Niterói
Telefone: (21) 2620-1624
Informações: www.tmnit.com.br

ENVIAR MENSAGEM
Estamos online!
%d blogueiros gostam disto: