A partir de terça (28), poderão se vacinar quem tem mais de 80 anos ou imunossuprimidos com mais de 50

A Prefeitura de Niterói começou a aplicação da vacina Pfizer bivalente contra Covid-19 nesta segunda (27). O imunizante contém cepas atualizadas e protege também contra as variantes do coronavírus, como a Ômicron. A vacinação está sendo feita pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), das 8h às 17h, com entrada nos postos e acolhimento até às 16h, nas policlínicas do Vital Brazil, São Lourenço, Itaipu, Piratininga, Fonseca e Largo da Batalha, na Unidade Básica da Engenhoca e no ponto volante em Jurujuba. A vacinação segue calendário por idade. Neste primeiro dia, foi a vez de idosos a partir de 85 anos e imunossuprimidos com mais de 60 anos se vacinarem. Nesta terça (28), poderão se vacinar os maiores de 80 anos ou imunossuprimidos com mais de 50 anos. A imunização está acontecendo de forma escalonada, com cada dia uma faixa etária.

Nesta fase também serão vacinadas as pessoas vivendo em Instituição de Longa Permanência (ILPI e RI) e seus trabalhadores, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, a partir de 12 anos. Para receber a dose da vacina é necessário apresentar carteira de identidade, CPF e comprovante das doses anteriores. Para crianças e adolescentes é necessário a presença do responsável legal. Para se vacinar com a dose bivalente, é preciso ter pelo menos duas doses anteriores contra Covid-19. É preciso respeitar o intervalo mínimo de quatro meses de intervalo entre uma dose e outra.

A secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, alerta para a importância da vacinação.

“É muito importante que o público-alvo compareça aos pontos de vacinação para receber a vacina, evitando as formas graves e internação pela Covid-19. A imunização é segura e fundamental”, declara a secretária.

Mario Gomes de Almeida foi o primeiro a receber a dose da vacina bivalente na Policlínica Carlos Antônio da Silva, em São Lourenço. Com 92 anos recém completos há poucos dias, ele conta que tomou todas as doses.

“Fiz 92 anos e, nesse tempo todo, apenas na terceira dose tive um pequeno sintoma, mas que não foi confirmado como sendo a Covid. Passei bem durante a pandemia e estou aqui, vivo, para tomar minha quinta dose da vacina”.

Moradora do Fonseca, Rosane do Patrocínio, levou a mãe, dona Rosaléa de 94 anos, para tomar mais uma dose do imunizante.

“A vacina coloca a pessoa mais segura e mais tranquila. Sou muito obediente, não abuso. Fiquei em casa todo esse tempo e estou muito feliz de poder sair e ver gente de novo”, disse.

Felipe Torres, morador da Ponta D’Areia, levou os avós, Joel (88 anos) e Cremildes Torres (86 anos), ao posto logo cedo para tomarem, juntos, a nova vacina. Ele agradece ao Sistema Único de Saúde (SUS) e reforçou que tomarão quantos reforços vierem.

“Essa é a quinta dose deles. Teve um período que tivemos Covid, mas sem nenhuma grande reação. É gratificante saber que estamos sendo assistidos pela saúde pública, pelo SUS, e que venha a sexta, a sétima dose. Estaremos sempre aqui”, destaca.

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói segue monitorando o cenário da Covid-19 na cidade e reforça a necessidade de atenção às medidas sanitárias, como uso obrigatório de máscaras nas unidades de saúde, a recomendação do uso de máscara pelos grupos de risco (idosos, gestantes e pessoas com morbidade), em caso de qualquer sintoma gripal, além de manter as mãos higienizadas. É fundamental que a população mantenha a vacinação atualizada e, em caso de sintomas, procure uma unidade de saúde para realização do teste.

De acordo com os últimos dados da Secretaria, durante o período de 5 a 12 de fevereiro, a taxa de positividade para Covid-19 foi de 16%. Não houve óbito confirmado nas duas últimas semanas epidemiológicas analisadas.

Imunossuprimidos – Neste grupo estão contempladas pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea; vivendo com HIV (PVHIV); com doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de corticoides em doses 120 mg/dia por 14 dias no caso de adultos ou, em crianças, doses de 2 mg/Kg/dia por mais de 14 dias até 10 Kg; pessoas em uso de imunossupressores e/ou imunobiológicos que levam à imunossupressão; pessoas com erros inatos de imunidade (imunodeficiências primárias); com doença renal crônica em hemodiálise; pacientes oncológicos que realizam tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses; e pessoas com neoplasias hematológicas.

Orientação para pessoas acamadas – A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que, para solicitar o cadastro de vacina para acamados (de quem ainda não o possui), é necessário enviar um e-mail para covid19.acamadosniteroi@gmail.com. No dia da visita deve-se apresentar comprovantes de 1ª e 2ª doses; documentação com foto e CPF; e laudo ou declaração médica justificando a necessidade da vacinação na residência.

Outras doses – Niterói continua com a aplicação da segunda dose de reforço de pessoas com 18 anos ou mais. A terceira dose é destinada para adolescentes de 12 a 17 anos, com intervalo de quatro meses da segunda dose. O município ainda mantém vacinas para aplicação da primeira e segunda doses em crianças entre 5 a 11 anos, adolescentes de 12 a 17 anos e pessoas a partir de 18 anos. Também estão sendo imunizadas as crianças com idade entre 6 meses e 2 anos com algum tipo de comorbidade, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e Secretaria do Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

Calendário da dose bivalente:

Idosos:
A partir de 28/02- pessoas com 80 anos ou mais
A partir de 01/03- pessoas com 75 anos ou mais
A partir de 02/03- pessoas com 70 anos ou mais
A partir de 06/03- pessoas com 60 anos ou mais

Imunossuprimidos:
A partir de 28/02- pessoas com 50 anos ou mais
A partir de 01/03- pessoas com 40 anos ou mais
A partir de 02/03- pessoas com 30 anos ou mais
A partir de 03/03- pessoas com 12 anos ou mais

Outros grupos:
A partir de 27/02- pessoas vivendo em instituição de longa permanência (ILPI e RI) e seus trabalhadores, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, a partir de 12 anos.
A partir de 20/03 – gestantes e puérperas
A partir de 17/04- Trabalhadores de Saúde; Pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos); População Privada de Liberdade (a partir de 18 anos): Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas (menores de 18 anos); Funcionários do sistema de privação de liberdade

Locais de vacinação com a imunização bivalente:

Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.
Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva – Avenida Jansen de Melo, s/nº – São Lourenço.
Policlínica Regional de Itaipu – Est. Engenho do Mato s/nº – Itaipu.
Policlínica Regional de Piratininga Dom Luís Orione – Rua Dr. Marcolino Gomes Candau, 111– Piratininga.
Policlínica Regional do Fonseca Dr Guilherme Taylor March – Rua Desembargador Lima Castro, 238 – Fonseca
Policlínica Regional do Largo da Batalha – Rua Ver. Armando Ferreira, 30 – Largo da Batalha
Unidade Básica da Engenhoca – Rua Cel Guimarães, 724, Engenhoca.
Novo Ponto em Jurujuba – Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº – Jurujuba (em frente ao Colégio Estadual Fernando Magalhães)

Vacina para bebês – O esquema primário de vacinação para crianças de seis meses a dois anos será composto por três doses: duas iniciais com intervalo de 4 semanas, seguidas por uma terceira após, no mínimo, 8 semanas. As doses para esse público-alvo são aplicadas em quatro unidades de diferentes regiões da cidade, por conta do número reduzido de vacinas recebidas pelo Ministério da Saúde. São elas a Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, em São Lourenço; Policlínica Regional Sérgio Arouca, no Vital Brazil; a Policlínica Regional da Engenhoca e a Policlínica Regional de Itaipu.

Locais de vacinação para crianças de 6 meses a dois anos:

Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.
Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva – Avenida Jansen de Melo, s/nº – São Lourenço.
Policlínica Regional de Itaipu – Est. Engenho do Mato s/nº – Itaipu.

Locais de vacinação para os outros públicos-alvo:

Policlínica Sérgio Arouca – Rua Vital Brazil Filho, s/nº – Vital Brazil.
Policlínica Dr. João da Silva Vizella – Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto.
Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva – Avenida Jansen de Melo, s/nº – São Lourenço.
Policlínica Regional de Piratininga Dom Luís Orione – Rua Dr. Marcolino Gomes Candau, 111– Piratininga.
Policlínica Regional Doutor Renato Silva – Avenida João Brasil, s/nº, Engenhoca.
Policlínica Regional do Fonseca Dr Guilherme Taylor March – Rua Desembargador Lima Castro, 238 – Fonseca
Policlínica Regional de Itaipu – Est. Engenho do Mato s/nº – Itaipu
Policlínica Regional do Largo da Batalha – Rua Ver. Armando Ferreira, 30 – Largo da Batalha
Novo Ponto em Jurujuba – Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº – Jurujuba (em frente ao Colégio Estadual Fernando Magalhães)

Unidades Básicas de Saúde (UBS): Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca.

Médico de Família da Grota I, Grota II, Ilha da Conceição, Leopoldina, Teixeira de Freitas, Vila Ipiranga, Jurujuba, Várzea das Moças, Alarico, Atalaia, Cafubá I, Cafubá III, Cantagalo, Caramujo, Coronel Leôncio, Jonathas Botelho, Maceió, Marítimos, Martins Torres, Maruí, Matapaca, Boa Vista, Preventório II, Sapê, Souza Soares, Viçoso Jardim, Viradouro, Badu, Vital Brazil, Jacaré e Engenho do Mato.

Agendamento – A vacinação pode ser agendada pelo aplicativo Colab. Para realizar o agendamento, basta baixar o aplicativo Colab que está disponível gratuitamente na Play Store (Android) e App Store (iOS) e realizar o passo a passo de cadastro. O aplicativo também oferece a opção de remarcar a data e horário da vacinação, caso a pessoa não consiga comparecer no dia agendado. Para receber a imunização é necessário estar dentro do público-alvo e da idade, seguindo o calendário, de acordo com as diretrizes do Plano Nacional de Imunização.

 

fotos: Alex Ramos

Estamos online!
%d blogueiros gostam disto: