Depois de grande sucesso em maio, o espetáculo, “Ele, ela e uma garrafa de Vodka”, volta ao palco no teatro Uff, de 15, 16 e 17 de Julho, aposta em uma encenação não realista, carregada de símbolos, códigos e convenções. Espetáculo marca os 40 anos de carreira de Marcos Breda, que estreia na direção da obra.

Um crime, dois desconhecidos presos num terrraço e uma garrafa de vodka. Essa é a situação que se encontram as personagens de “ELE, ELA E UMA GARRAFA DE VODKA” – espetáculo cujo objetivo é colocar em cena o enigmático texto de Vinícius Cattani, autor contemporâneo, brasileiro e carioca.

A encenação aposta, essencialmente, no trabalho da dupla de atores – Jaqueline Macóeh e Marcelo Argenta – para a criação de um “micro-universo” paralelo, claustrofóbico e pleno de teatralidade.

O público irá conferir cenas com economia de elementos, mas cujo caráter essencial não impede, em nenhum momento, a compreensão desses dois seres humanos e da “longa jornada noite adentro” que realizam em direção a si mesmos e a seus desejos mais profundos.

Marcos Breda, que estreia no espetáculo assinando a direção em conjunto com Marcos Ácher, aposta que o público irá se surpreender com tudo: “A obra coloca em cena um texto aparentemente naturalista, mas aposta numa encenação não realista, minimalista e eminentemente teatral”, contou o artista que comemora, em 2022, 40 anos de carreira.

O espetáculo

Após, supostamente, cometer um crime, um homem vai para um terraço abandonado do seu prédio, liga para namorada, descreve o crime que acabara de cometer e diz que está à espera da amada para celebrar com uma garrafa de vodka. Ao desligar o telefone, percebe que uma mulher, que estava no terraço, tenta fugir. O homem desesperado consegue bater à porta antes que ela fuja e então pensar no que fazer, pois até então o crime tinha sido perfeito, mas agora tem uma testemunha.

Mas o que ele não sabia é que a porta que acabou de fechar, são daquelas que só abrem por dentro. E lá ficam presos até a namorada ou qualquer outra pessoa chegar. Sozinhos. Apenas ele, ela e uma garrafa de vodka.

Esse é apenas o ponto de partida da peça. Será mesmo que este homem cometeu o crime? E por que cometeu? O que esta mulher estava fazendo sozinha no terraço? Que horas a namorada vai chegar? Eles estão presos, sozinhos, só tem um ao outro e a garrafa de vodka. E como diria o poeta Maiakovski russo, “É melhor morrer de vodka do que morrer de tédio”.

Ficha Técnica

Texto: Vinícius Cattani
Direção: Marcos Breda e Marcos Ácher
Elenco: Jaqueline Macóeh e Marcelo Argenta
Iluminação: Paulo César Medeiros
Trilha Sonora: Alexandre Elias
Produção executiva: Rômulo Rodrigues
Produtora responsável: D’Macoeh produções artísticas
Figurino: Giselle Carvalho
Designer gráfico:Jonas Breda
Fotografia: Nathalia Perdigão

Ingressos: R$40,00 inteira / R$20,00 meia

A Temporada:
Data: 15 e 16 de Julho às 20h / 17 de Julho as 19h

Local: Teatro Uff
Endereço: Teatro da UFF Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí, Niterói – RJ

 

Estamos online!
%d blogueiros gostam disto: