Com uma carreira de modelo internacional bem sucedida na bagagem, Vera Gurgel é destas que respiram moda. Inquieta e sempre atuante, foram várias idas e vindas ao Brasil até se radicar definitivamente na cidade de Maringá, onde a produtora se deparou com um mar de possibilidades.

Vera Gurgel bateu um papo com a gente, sobre o mercado de moda da cidade, sua atuação neste, suas expectativas e projetos para o futuro:

NN – Vera, você poderia me dizer qual é a representatividade, em números, do Mercado de Moda da cidade no país?

Vera – Hoje, o setor têxtil-confecções paranaense reúne 4.647 empresas que empregam 67.426 trabalhadores industriais, com participação de 14,0% da mão-de-obra industrial ocupada no Estado. As empresas confeccionistas paranaenses produzem cerca de 216 milhões de peças por ano e faturam anualmente R$ 3,5 bilhões, firmando-se assim como o segundo maior pólo industrial de confecção do país.

Temos marcas importantes aqui como Morena Rosa, Moikana, Recco, Bainha com Arame e no jeans que também é uma potencia, Emporio, Denúncia, Lado Avesso, República entre outros.

NN – Nossa, os números são surpreendentes! Mas a moda feita em Maringá tem identidade? Diferencial?

Vera – Maringá tem um mix de confecções muito grande. A produção está distribuída na confecção de jeans, modinha, camisaria, malhas, lingerie, moda social masculina e feminina, moda infantil e infanto-juvenil, linha bebê e praia, entre outros.A qualidade e preço garantem a competitividade com qualquer outro grande centro produtor de confecções do país.

As empresas começaram como facções para grandes marcas principalmente as de São Paulo.Vendo o potencial do mercado resolveram deixar de simplesmente confeccionar para outras empresas e decidiram lançar marcas próprias. Para isso investiram em maquinário estrutura e principalmente mão de obra qualificada.
O diferencial do mercado está em poder comprar de forma variada, com tranquilidade e uma infra estrutura de dar inveja aos grandes centros.

NN – Bacana, Vera, e como se estrutura os lançamentos de coleção?
Vera – Temos um calendário de lançamentos bem definido durante o ano. Lançamos em março outono -inverno, e agora dia 05 de agosto lançaremos a coleção de Primavera Verão. Em outubro é lançado o Alto Verão.

Os lançamentos são conhecidos como Feiras e são feitos sempre aos domingos. São dias de muita festa onde cada loja recebe seus clientes com mini desfiles e coquetéis e à noite é realizado um mega desfile com todas as marcas e sempre com a presença de artistas globais para abrilhantar o evento. Os clientes esperam ansiosos pelas Feiras de Moda.

NN –  No caso, a sua atuação abrange exatamente o quê?

Vera – Temos aqui uma produtora que promove desfiles, catálogos, revistas e diversos outros projetos. Cuidamos da imagem das lojas e shoppings envolvidos. O potencial da cidade é absurdo e nosso objetivo aqui é dar visibilidade a nível nacional.

Temos um projeto enorme que envolverá editoras e produtoras importantes do cenário nacional e culminará com uma  plataforma de negócios com clientes de todo o Brasil.

Texto: Cláudia Corrêa, jornalista e produtora

NitNegócios