Zélia Duncan apresenta, em live, o show “O Lado Bom da Solidão”, em comemoração a 1 ano da Sala Nelson Pereira dos Santos

No palco com seu violão e quase na sua intimidade, Zélia Duncan apresenta live, na Sala Nelson Pereira dos Santos, no dia 3 de outubro, sábado, às 20h, em comemoração ao aniversário de 1 ano da Sala.

O público poderá assistir a  um pedaço do abrangente universo musical da cantora, na rede facebook.com/zeliaduncanoficial. São canções do repertório afetivo e da trajetória de Zélia Duncan. “O Lado Bom Da Solidão” é a possibilidade de compartilhar a música com quem gosta de imaginar que estava presente quando as canções foram feitas – agora isolados, porém unidos pela música.

Na apresentação, Zélia será acompanhada pelo músico Webster Santos (violão). O cenário é de Simone Mina e a iluminação de Christiano Desideri.

Sobre Zélia Duncan

Zélia Duncan começou a cantar profissionalmente nos anos 90 e ficou nacionalmente conhecida com a música Catedral. Ao longo de 37 anos de carreira, lançou 13 discos, 5 DVDs solo, ganhou vários prêmios, discos de ouro e de platina, participou de trabalhos de grandes nomes da música brasileira, realizou vários projetos importantes, como o CD e o DVD “Eu me transformo em Outras”, fez parte da nova formação do grupo Os Mutantes (2007), gravou o DVD ‘Amigo é casa’, com a cantora Simone (2008). Também atuou como atriz no espetáculo Totatiando, lançou o CD Tudo Esclarecido (2013), em homenagem ao compositor paulista Itamar Assumpção, o CD ‘Antes do Mundo Acabar’ (2015) com esse CD quase autoral (com sambas de Dona Ivone Lara, Moacyr Luz, Pretinho da Serrinha, Paulinho da Viola, além de parcerias dela com Xande de Pilares, Arlindo Cruz, Ana Costa e Zeca Baleiro). Foi a recordista na 27a. edição do Prêmio da Música Brasileira (melhor álbum, melhor cantora na categoria samba, melhor música – Antes do Mundo Acabar).

Em 2015, a cantora foi convidada a assinar uma coluna semanal no Jornal O Globo e passou a assinar também os roteiros Prêmio da Música Brasileira. Paralelamente aos shows, ela começa uma incursão pelos palcos, agora também como atriz, ao aceitar o convite do diretor teatral Moacyr Góes para estrear o musical ‘Alegria, Alegria’, em São Paulo. No ano seguinte, atua na comédia “Mordidas”, do argentino Gonzalo de Maria, ao lado de Ana Beatriz Nogueira, Regina Braga e Luciana.

Zélia tem apresentado o show “O lado bom da solidão” (voz e violão) paralelamente ao show “Tudo É Um” (cujo disco foi lançado em 2019 e é álbum autoral pop/folk, produzido por Christiaan Oyens, seu parceiro em vários sucessos).

Serviço

 Live “O Lado Bom da Solidão”, de Zélia Duncan

Na Sala Nelson Pereira dos Santos, mas sem público presencial

Data: 3 de outubro (sábado)

Horário: 20h

Onde assistir: facebook.com/zeliaduncanoficial

 

NitNegócios